Wilson Montevechi Psicólogo em Campinas-SP

Psicólogo Wilson Montevechi em Campinas SP - Logo

Como usar a filosofia para resolver problemas psicológicos?

Usar a filosofia para resolver problemas psicológicos pode ser uma ótima opção para quem está passando por algum tipo de sofrimento mental.

Na saúde mental, o pensamento filosófico pode promover grandes transformações potencializando o processo de autoconhecimento do indivíduo.

Neste artigo você entenderá qual a real importância da filosofia na saúde da mente, como ela pode ajudar a resolver os conflitos psicológicos e, ainda, receberá dicas práticas de como você pode utilizá-la para melhorar o seu no dia a dia.

Gostou? Então, vamos começar! Boa leitura.

O que é filosofia?

Essa é uma pergunta que não tem uma resposta única.

Se for pensar no conceito exato da palavra, muitos são os teóricos e filósofos que apresentam diferentes perspectivas para tentar responder a questão.

Contudo, todos são unânimes em afirmar que a filosofia busca a essência das coisas, partindo das seguintes posições:

  • “O que é?”;
  • “Por que é?”;
  • “Como é?”.

Ou seja, a filosofia busca compreender o sentido da vida.

É um amor à sabedoria, uma busca prazerosa pelo conhecimento.

E, por mais que a filosofia seja estudada em instituições, ela não se restringe ao campo acadêmico.

Qualquer pessoa pode filosofar.

Se você se questiona sobre o porquê de certas situações, por exemplo, você já está filosofando!

É por isso que todos podem usar a filosofia para auxiliar na compreensão e resolução de problemas psicológicos.

Através dela é possível compreender o que está por detrás de conflitos e sofrimentos.

O que a filosofia e a psicologia têm em comum?

Tanto a filosofia quanto a psicologia se debruçam sobre reflexões e questionamentos do comportamento humano na sociedade.

Elas questionam as atitudes do ser humano e como essas ações podem interferir nos relacionamentos interpessoais.

Ao utilizar o conhecimento desses dois campos, o indivíduo pode melhorar sua relação consigo mesmo, com os outros e com o mundo em geral.

Afinal, ambas objetivam a melhora da vida do indivíduo, contribuindo para o seu bem-estar social, mental e físico.

Quando unidas, as duas áreas possibilitam à pessoa refletir sobre suas escolhas, tomar melhores decisões e irem de encontro ao que realmente desejam.

Por que a filosofia é importante para a saúde mental?

Como a filosofia parte de uma posição questionadora, utilizar esse ramo do saber na saúde mental é essencial para a melhora da qualidade de vida.

O pensamento filosófico pode questionar conceitos de doenças mentais, ajudando a desmistificar certas confusões.

Por exemplo, é comum entre alguns profissionais limitar o paciente ao seu diagnóstico.

Dessa forma, alguém diagnosticado com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) estaria fadado a viver uma vida repleta de distrações, fracassos e bloqueios em diferentes áreas.

Mas, pensando filosoficamente, o indivíduo acometido por um transtorno mental, teria a possibilidade de não se restringir ao seu diagnóstico e encontrar estratégias para explorar suas potencialidades.

O tratamento na saúde mental se daria não somente com remédios ou técnicas de comportamento, mas, também, envolveria a busca pela melhor versão de si mesmo.

Diante disso, além da posição questionadora e reflexiva, você também pode usar a filosofia para desenvolver estratégias de resolução de problemas psicológicos.

Como a filosofia pode ser usada para desenvolver estratégias de resolução de problemas psicológicos?

Como pressuposto nos tópicos anteriores, a filosofia pode ajudar as pessoas a viver melhor, sofrer menos e lidar de forma mais saudável com as adversidades.

Quando se trata de resolver certos problemas psicológicos, é fundamental compreender o motivo do conflito psíquico.

É necessário questionar, refletir e pensar no que levou à confusão mental para, assim, encontrar estratégias de intervenção.

Mas, caso não seja possível modificar o problema, a filosofia ensina a aceitar os obstáculos e limitações.

Ter serenidade para encarar as adversidades de frente e aprender a conviver com o que não se pode modificar.

De acordo com a filosofia estóica, agindo dessa forma será possível alcançar a felicidade e não se deprimir com os problemas.

Além disso, uma boa estratégia para resolver os problemas psíquicos por meio da filosofia é se ocupar com aquilo que está sob nosso controle.

Isto é, faça o que está em suas mãos!

Até porque, há coisas que somente você pode fazer por você mesmo.

3 dicas de como você pode usar a filosofia no seu dia a dia e ter uma vida mais plena!

Agora que você já sabe a importância da filosofia na vida do ser humano e como ela pode melhorar a saúde mental, veja 3 dicas práticas de como usar o conhecimento filosófico para ter uma vida mais plena.

1.   Reflita um pouco sobre o seu dia

Com tantas demandas diárias, corre-se o grande risco de viver no automático.

A rotina acaba sugando os dias e quando se percebe, a vida está seguindo um caminho completamente distante do planejado e desejado.

Para isso não acontecer, é importante separar alguns minutos antes de dormir para refletir sobre o dia.

Pense sobre suas ações, comportamentos e reações.

Veja o que poderia ter feito de diferente e o que pode reforçar de positivo.

2.   Pense em questões maiores

Pensar em temas mais complexos como a morte, por exemplo, pode não ser uma atividade tão prazerosa.

Mas, refletir sobre a possibilidade de existência de vida após a morte ou para onde vamos quando morrermos, te dá a chance de se enriquecer intelectualmente.

Questões mais profundas te ajudarão a usar a filosofia de maneira plena e saudável.

3.   Aumente suas conversas com as pessoas

Embora pareça óbvio ou insignificante, conversar com pessoas também vai te ajudar a se tornar uma pessoa mais filosófica, até mesmo, te ajudar a resolver problemas psicológicos.

Isso porque, ao escutar os outros, você abrirá a sua mente para novas ideias, opiniões e pensamentos, especialmente se essas pessoas forem diferentes de você.

A troca de informações te fará sair da sua bolha rotineira e te fazer enxergar novos horizontes.

Conclusão!

Veja que a filosofia está aí para fazer o homem mais feliz, saudável e pleno.

Quando unida à psicologia, as duas têm o potencial de promover grandes transformações na vida do ser humano.

Mas, para isso acontecer, o indivíduo precisa se permitir filosofar, questionar e refletir.

Por isso, se você está passando por algum conflito mental, reflita sobre o seu sofrimento e busque os auxílios necessários.

Caso você tenha interesse em se aprofundar sobre esse assunto, recomendo que aproveite para ler outro artigo já publicado aqui no blog onde eu dou mais detalhes sobre a relação entre a filosofia e a psicologia.

Cuide-se por aí e obrigado por chegar até aqui!

Compartilhe com um clique!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Picture of Wilson Montevechi

Wilson Montevechi

Sou Psicólogo, Professor de Filosofia e Mestre em Educação! Utilizo a abordagem Fenomenológica –Existencial afim de oferece um diálogo profundo entre a Psicologia e a Filosofia, proporcionando uma maior conhecimento do Ser Humano em seus aspectos racionais e emocionais.

Picture of Wilson Montevechi

Wilson Montevechi

Sou Psicólogo, Professor de Filosofia e Mestre em Educação! Utilizo a abordagem Fenomenológica –Existencial afim de oferece um diálogo profundo entre a Psicologia e a Filosofia, proporcionando um maior conhecimento do Ser Humano em seus aspectos racionais e emocionais.

Aproveite e leia também!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se precisar, estou aqui!